Dica Veterinária: com o friozinho chegando é hora de preparar o pet

Entramos no outono e o friozinho começou a chegar. E esse outono é bem diferente dos anos anteriores pois estamos todos em quarentena em casa. Como veterinário à domicílio em Londrina, Cambé e Ibiporã é muito comum atender cachorro e gato com a saúde fragilizada por causa da mudança de tempo. Às vezes um frio de repente pode baixar a imunidade e dar chance a alguma doença oportunista.

A quarentena é um momento difícil para todos, mas pode ser também uma oportunidade para podermos dar um cuidado especial para os nossos cachorros e gatos. Estar em casa em tempo integral pode ser um momento de preparar o seu pet para as duas estações mais frias do ano.

Separei alguns cuidados simples que podem ajudar a fortalecer a saúde dos nossos gatos e cachorros nesses dias mais frios.

Se precisar de veterinário a domicílio em Londrina, Cambé ou Ibiporã ligue para nós no (43)3354-2600 ou (43)98857-7434 (whatsapp). Se preferir clique nos botões abaixo:

Agende pelo Whatsapp

Agende pelo Telefone

Meu cachorro e gato sentem frio?

Sentem sim! O gato e o cachorro sentem frio assim como a gente. Alguns podem estar mais preparados para lidar com o frio que outros, conforme o tamanho do pet, o tipo de pelo, se  mora em casa ou apartamento e o dia-a-dia de vocês dois.

Cachorros grandes tendem a sentir menos frio que os de menor porte. Como veterinário percebo que cães menores como pinscher, lulu da pomerânia, shitzu ou mesmo um vira lata pequeno precisam de estar mais protegidos do frio. Já animais maiores como pitbull, pastor alemão e outros cães grandes são mais resistentes a um vento frio de repente. Os gatos, pelo porte menor, são bastante susceptíveis ao frio.

Onde é a caminha do pet (gato e cachorro)?

Onde o seu pet dorme? É dentro de casa ou é do lado de fora?

Se o pet dorme dentro de casa, o vento não será uma preocupação. Mas devemos prestar atenção para o frio do chão e do ambiente em geral. Ter uma manta ou cobertor para o pet dormir irá fazer bastante diferença nos dias mais frios.

O gato costuma variar o local de dormir e pode ser difícil que ele fique em um cobertor. Então uma dica do veterinário é cobrir ele depois dele se deitar com um pano mais leve, como uma camiseta de algodão. Isso o ajudará a ficar mais aconchegado e protegido do frio.

Se o gato ou cachorro dorme na parte de fora da casa, como garagem, jardim ou varanda, ele precisa de proteção adicional na hora de dormir. Uma casinha com um cobertor quente vai dar uma boa proteção durante a noite.

Deixe a casinha em um lugar que tome sol durante o dia, isso vai ajudar a manter a casinha mais quente durante a noite. É importante deixar a porta da casinha virada para um lado que não vente muito para que o vento não fique entrando na casa durante o sono do pet.


Tire as roupinhas do armário

Está na hora de tirar as roupinhas do armário, ver se as peças estão em ordem e o que vamos precisar para o frio. Aproveite que o sol ainda está quente nesta época do ano e deixe as roupinhas arejando no varal.

A roupinha de frio é básico para cachorros de pequeno e médio porte. Mas até os grandes podem usar, dependendo o quão friorentos eles são. Uma roupinha não precisa ser muito quente, já que os cachorros já tem uma pelagem natural para protegê-los. A roupinha serve mais como uma proteção adicional, principalmente contra o vento nos dias mais frios.

Veja se a roupinha que você tem em casa ainda serve para seu cachorro. Ele pode ter crescido, a roupinha pode ter encolhido. Veja se o zíper, botão ou velcro estão bons, se está com furos ou rasgos. Se precisar de ajustes ou consertos, agora é a hora de fazer.

Pode ser que o seu cachorro ainda não tenha uma roupinha ou vai precisar de uma nova. Nesse caso são várias as possibilidades. Se for comprar, dá para comprar pela internet em lojas especializadas ou pelo Mercado Livre , OLX dentre outros.

Se você for fazer você mesmo a roupinha, ou for consertar a roupa. existem lojas de tecidos e armarinhos que aceitam encomenda online e entregam os tecidos e aviamentos na sua casa. E nesse caso prefira tecido flanelados, malhas flexíveis e fáceis de serem lavadas e secadas.

Existem vários canais no Youtube que mostram como fazer roupinhas, inclusive de blusas de frio velhas e até mesmo meias e camisetas em desuso. O vídeo abaixo é um exemplo de roupinha usando blusa de frio.

Cuidado com o pelo no frio. Dê um banho a seco!

O gato não precisa de banhos pois cuidam de sua higiene sozinhos. Mas e os cachorros?

No frio os banhos e tosas se tornam menos frequentes. Com a quarentena acabamos tendo que dar os banhos e cuidar dos pelos do cachorro em casa.

Pode dar banho? Pode, mas só em dias quentes em que o sol possa ajudar a secar o cachorro. O vento frio também deve ser evitado logo após o banho. Mas nos dias frios, o que fazer?

Uma boa alternativa ao banho nos dias mais frios é dar um banho a seco (também conhecido como banho de filhote). É uma receita simples, que ajuda a limpar os pelos em dias que não é recomendável dar um banho normal.

Lembrando que o banho a seco é recomendado para cachorros que estão com a pele e os pelos saudáveis. Em caso de dúvida consulte um veterinário de confiança.

Segue a receitinha:

Banho a seco

Ingredientes:

- 1 litro de água quente (aquecida, não fervendo)

- 500 ml de vinagre branco

- 500 ml de álcool de cereais

Preparo e aplicação:

Misture tudo e aplique imediatamente no cachorro com um pano.

A aplicação deve ser rente ao pelo do cachorro, limpando o pelo por inteiro. Não aplicar próximo aos olhos e nariz do pet. Segue o cachorro com um pano limpo e seco.

A mistura não pode ser armazenada. O que não foi usado deve ser descartado.

O veterinário falou para tomar água, mas o gato e o cachorro não têm sede!

Tem que tomar água? Mas está frio! Você já percebeu como nós sentimos menos vontade de tomar água no frio? Isso também acontece com os nosso cachorro e gato. E isso não é bom.

Se os pets tomam pouca água aumenta o risco de adoecerem. Com menos água os pets podem desidratar e enfraquecerem seu sistema imunológico. Por exemplo, gatos, especialmente os machos, tendem a adoecer nos rins e bexigas quando consomem pouca água.

Deve-se oferecer sempre água fresca em potes limpos diariamente. A água deve ser trocada pelo menos três vezes ao dia.

Em caso de gatos, se eles não estiverem tomando água, uma boa estratégia é usar fontes de água específicos para eles. Há vários modelos (e preços) disponíveis em pet shops.

Esse vídeo que encontrei no Youtube mostra mais algumas dicas de como fazer seu pet beber mais água.

De olho na saúde e no cuidado veterinário do seu pet

Mesmo com esses cuidados a saúde do seu cachorro e gato pode se fragilizar na mudança de estação. Preste atenção principalmente:

- Nos pelos e na pele. Os pelos estão caindo ou com falhas? A pele estão com vermelhos, bolinhas, calombos ou feridas? Tem carrapato ou pulga?

- No apetite. O pet está comendo menos do que sempre ou parou de comer? Ele não quer mais comer o que sempre gostou? Parou de tomar água?

- No xixi e cocô. O xixi mudou de cor? Ele parou de fazer xixi ou está fazendo o tempo todo? O cocô está muito mole ou duro? A cor está estranha?

- No comportamento. O pet está desanimado, parado no cantinho? Está chorando ou resmungando? Ficou mais agressivo que o normal dele?

Se ele teve mudanças assim não demore em pedir ajuda de um veterinário. Quando estão com o sistema imunológico debilitado a saúde dos animais costuma piorar rapidamente. Assim, cada dia de demora pode colocar a saúde do seu pet em risco. Fique atento.

Dica do veterinário: Amor, carinho e arroz com frango! Para o gato, rações de muitos sabores!

Quer reforçar a saúde e o ânimo do seu cachorro? Faz arroz com frango para ele! O arroz com frango é um alimento muito nutritivo e saboroso que ajuda a fortalecer o seu pet.

Eu achei uma receita bem legal e detalhadinha de como preparar um arroz com frango que seu doguinho vai amar .

E para o gato? Ofereça rações úmidas, aquelas que vendem em latas ou saquinhos. Se você nunca deu para o seu gato, segue a dica do veterinário: compre um saquinho de cada sabor e ofereça cada dia um sabor. O seu gato vai indicar quais sabores ele gosta mais. Aí é só montar o estoque de delícias felinas.

Já encheu a barriga do pet? Então agora é brincar com ele, fazer carinho e conversar bastante. Um pet feliz é um pet saudável.

Pode vir outono e inverno, já estamos quentinhos!!

Se precisar de veterinário a domicílio em Londrina, Cambé ou Ibiporã ligue para nós no (43)3354-2600 ou (43)98857-7434 (whatsapp). Se preferir clique nos botões abaixo:

Agende pelo Whatsapp

Agende pelo Telefone

Dra Vanessa Okamura

Dra Vanessa Okamura

Eu sou médica veterinária, CRMV-PR 16.455, com foco em atenção domiciliar de animais de companhia. Sou Graduada e mestranda em Clínicas Médicas pela Universidade Estadual de Londrina-UEL.