Veterinário alerta: Volta ao trabalho, o comércio abriu. E o gato e o cachorro?

Ontem recebi uma ligação da tutora de uma cadelinha linda que presto atendimento veterinário. Ela me pediu ajuda pois a cachorrinha dela ficou, nos últimos dias, triste e desanimada. Não come e fica chorando. E quando ela volta do trabalho a cachorrinha fica chorando, tremendo, não come e não quer fazer nada. O que está acontecendo com nossos pets - cachorro ou gato?

Perguntei se tinha tido alguma mudança na rotina das duas, do cachorro e do seu dono. Ela me contou que até a semana passada ela ficou em quarentena na casa dela, junto com a cachorrinha o dia todo. E que, com a volta do funcionamento do comércio, ela voltou a trabalhar, saindo de manhã e só voltando para casa no final da tarde.

A cachorrinha, assim como nosso gato ou cachorro, está sentindo os impactos do retorno ao trabalho da tutora. O que podemos fazer para minimizar esse impacto?

Se precisar de veterinário a domicílio em Londrina, Cambé ou Ibiporã ligue para nós no (43)3354-2600 ou (43)98857-7434 (whatsapp). Se preferir clique nos botões abaixo:

Agende pelo Whatsapp

Agende pelo Telefone

O Novo Normal, uma nova rotina para nós e para nosso gato e cachorro

Nosso novo normal tem que levar em conta o coronavírus

Para o nosso cachorro ou gato, toda mudança de rotina tem um impacto no conforto e na saúde. Quando começou a quarentena, foi um grande impacto na rotina deles. Em alguma medida foi um impacto positivo do ponto de vista dos cachorros e gatos, pois passamos muito mais horas juntos e a família ficou reunida.

Mas agora, com a abertura do comércio, no momento que tentamos voltar ao trabalho, comprar o que precisamos, pagar os boletos, tudo isso nos protegendo do coronavírus, essa nova mudança de rotina pode ter um impacto mais negativo para o cachorro e o gato.

E isso será apenas o começo das mudanças que todos os tutores e seus animais de estimação vão passar.

Ué, mas não estamos voltando para nossa rotina normal?

Não, aquela rotina que nós tínhamos até o começo do ano não existe mais. Agora, mesmo voltando a trabalhar, a nossa rotina terá que levar em conta o coronavírus. E isso vai afetar até nosso relacionamento com nosso gato e cachorro.

O que temos que levar em conta nessa nova rotina? Segue o conselho veterinário.

Estudo veterinário: Cachorro e Gato podem pegar o novo coronavírus (COVID-19)?

Você já deve ter visto na Internet notícias sobre animais que podem ter adoecido com o coronavírus na China, na Europa e nos Estados Unidos. Existem relatos de cachorro, gato, furão e até tigre que, quando examinados por veterinário, pareciam estar contaminados com o COVID-19.  

Os pesquisadores  ainda não sabem se esses animais estavam realmente doentes ou se estavam com o vírus apenas “grudados” e inativos neles após o contato com a secreção de uma pessoa doente.

Pelo que se sabe, os cães e gatos não passam o novo coronavírus para humanos. Mas existe uma pequena possibilidade (ainda não confirmada) que eles possam pegar o novo coronavírus de pessoas contaminadas.

Por isso, na via das dúvidas, para garantir a proteção do gato e do cachorro, várias organizações internacionais de saúde, veterinário e humana, como a Organização Mundial de Saúde, a Organização Mundial da Saúde Animal e o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA recomendam cuidados para protegermos os gatos e cachorros durante a pandemia.

A principal indicação do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos é (veja a recomendação original em inglês aqui ):

Proteja seu pet como os demais membros da família
Trate os animais de estimação como faria com os membros humanos da família  - não permita que eles interajam com pessoas ou animais fora da casa. Se uma pessoa dentro da casa ficar doente, isole-a de todos os outros, inclusive dos animais de estimação.

Em resumo, proteja os cães e gatos da mesma forma que você já está cuidando dos idosos, pessoas com doenças crônicas (diabetes, obesidade, hipertensão, etc.) e crianças da sua família.

Cuidados na volta para casa

O cuidado na hora da volta do serviço é fundamental na prevenção

Um dos momentos mais complexos nesse novo normal com o coronavírus será a volta para casa. Voltar para casa após um dia de trabalho poderá ser a porta de entrada para o vírus se estabelecer em nossos lares. Por isso o cuidado tem que ser redobrado nesse momento.

O Decreto Municipal nº484/2020, de Londrina, que autorizou a retomada das atividades comerciais, dá importantes recomendações de cuidados para serem tomados ao retornar do trabalho para casa ( veja o decreto na íntegra aqui , começa na página 5, está no art. 4º, parágrafo XIII). São eles:

a. não tocar em qualquer pessoa ou objeto antes da correta higienização das mãos;
b. tirar sapatos e deixá-los ao lado de fora;
c. tirar a roupas e colocá-las em uma sacola plástica separadamente das outras;
d. deixar a bolsa, carteira e chaves em uma caixa na entrada; e. tomar banho assim que chegar;
f. higienizar celulares e óculos;
g. higienizar embalagens que levar de fora antes de guardá-las;
h. higienizar as superfícies de seu meio de transporte, antes de tocá-las

Essas regras valem inclusive para a proteção do gato e do cachorro. Só interaja com ele depois de realizar todos esses cuidados. Lembre-se da orientação do veterinário que, caso more em casa,  o gato e o cachorro andam descalços no seu jardim, quintal e garagem. Só entre nesses espaços descalço para não correr o risco de contaminar ele.

Conselho veterinário: Prepare a sua Nova Rotina com seu Gato e Cachorro


O seu cachorro ou gato voltará a ficar várias horas do dia sozinho ou sem seu tutor principal. Os adultos da família, caso trabalhem fora, irão se ausentar todos de uma vez.  O que você pode fazer para amenizar esse momento de incerteza:

Estabeleça os horários de sua (Nova) Rotina

Os gatos e cachorros precisam de uma rotina clara para se sentirem seguros e confiantes. Assim que possível estabeleça uma rotina com horários definidos para alimentação, brincadeiras e horário de dormir.

Isso ajudará o pet a poder se ajustar aos seus novos horários e às sua nova rotina de chegada em casa.

Evite mudanças na alimentação e cuidados em geral

A sua volta ao trabalho já será um grande desafio para o seu cachorro ou gato. Evite experimentar rações novas, shampoos novos, pet shop novo ou qualquer outra coisa que modifique ainda mais a rotina do seu pet.

Reserve um momento para conversar e mimar o seu pet

Conte para o seu pet o quanto você o ama!

Os pets entendem boa parte do que falamos para eles. Nesse momento de retomada do trabalho explique para ele sobre as mudanças que estão acontecendo. Especialmente diga que sua ausência durante o dia não significa que deixou de gostar dele ou algo do tipo.

Compense sua ausência com momentos significativos após o trabalho, com carinhos, brincadeiras e momentos tranquilos juntos. O importante é o cachorro ou gato sentir que está tudo bem no relacionamento de vocês dois.

Tenha na manga os petiscos que ele mais gosta

Faça um agrado para seu pet nos dias em que ele estiver mais chateado oferecendo as rações, biscoitinho e outros petiscos que ele gosta. Não dê demais, mas compartilhe esse momento da alimentação com ele.

Não dê medicamentos sem consultar um veterinário

Mesmo que nos próximos dias o seu pet fique abatido, não coma, fique com diarreia  ou fique chorando, não medique ele  sem a orientação de um veterinário.

A medicação sem orientação poderá colocar a saúde dele em grande risco. Os remédios funcionam diferente nos organismos dos animais, sendo que alguns medicamentos podem ser tóxicos e até fatais para eles.

Caso perceba uma mudança no comportamento ou na saúde do seu pet ligue para seu veterinário de confiança.

Se precisar de veterinário a domicílio em Londrina, Cambé ou Ibiporã ligue para nós no (43)3354-2600 ou (43)98857-7434 (whatsapp). Se preferir clique nos botões abaixo:

Agende pelo Whatsapp

Agende pelo Telefone

O mais importante: Dê tempo ao tempo. Vocês vão conseguir superar esse momento!

Essa retomada da vida será um desafio para todos nós, humanos, cachorros e gatos. Os primeiros dias serão mais difíceis para todos. O importante nesse momento é ter paciência, carinho e compreensão com seu pet, entender as emoções que tanto ele como você vão vivenciar até que a nova rotina se estabeleça.

Nós vamos todos superar esse momento!


Dra Vanessa Okamura

Dra Vanessa Okamura

Eu sou médica veterinária, CRMV-PR 16.455, com foco em atenção domiciliar de animais de companhia. Sou Graduada e mestranda em Clínicas Médicas pela Universidade Estadual de Londrina-UEL.